Reflexão Sobre A Loucura

Desde o início dos tempos, a sociedade com seus homens e mulheres “normatizados” tiram de sua vista o diferente que incomoda… hoje usam – se sanatórios, hospícios e os ditos hospitais que mais servem de cárcere ao invés dos antigos naus que carregavam todo o povo mar a dentro.

Quando olhamos de perto, quase nada mudou!

Não se engane, isso não só aconteceu com doentes mentais. Pobres, mulheres que não queriam seguir as regras machistas ofertadas, jovens que queriam se expressar de uma forma diferente, homossexuais, artistas e tantas pessoas q tinham opiniões diferentes da maioria foram vítimas destes atos…. estaríamos lá também: eu e você!

E você sabe o motivo de tudo isso? O porque por trás de todas essas ações de ontem e de hoje?

Medo! Quando entramos em contato com a loucura do outro, nos sentimos vulneráveis a entrar em contato c nossa própria loucura também… Não sabemos lidar com isso, além de haver uma necessidade de pertencer a uma sociedade sã. Ha um risco! E se percebermos que não há sanidade? De descobrirmos que também somos diferentes… o que seria de nós? Prisioneiros também, excluídos e julgados culpados por tantos padrões e modelos que já nos pertenceu um dia…. Por isso afastamos o diferente para bem longe. Para podermos continuar a vida dentro de uma sanidade ilusória e limitada.

Não, esse lugar não ne pertence!

Muitos desses lugares ainda existem, uma triste realidade para muitos… mas a luta é forte, não desistiremos até que está realidade mude!

E não se engane mais uma vez, nao acredite em tudo o que dizem.

Saúde só é saúde se há preservação da condição humana e da liberdade… e acredite em mim quando digo que olhar a diferença do outro te ajudara a compreender todo o mundo interno que te pertence. Esta tudo bem! Não deixe o medo te dominar.
‪#‎LutaAntimanicomial‬ ‪#‎PorUmaSaudeHumanizada‬ ‪#‎GradesNuncaMais‬


 

O que inspirou este texto foi uma publicação do Catraca Livre.

Fotógrafa faz registro chocante de doentes mentais em hospitais da Indonésia

Redação em 7 de março de 2016 às 13:44

A fotógrafa e documentarista americana Andrea Star Reese investigou durante dois anos, de 2011 a 2012, as condições de instalações de saúde mental na Indonésia. Esse material deu fruto ao documentário “Disorder”, lançado em 2013.

As imagens captadas por Andrea mostram uma realidade perturbadora, em um país onde falar sobre doenças mentais ainda é bastante tabu. De acordo com o site BoredPanda, a fotógrafa revelou que as autoridades da Indonésia “não prestam atenção à imprensa internacional”.

Os registros serviram (e servem) de documentos para ONGs internacionais e nacionais pressionarem o governo, porque a situação continua crítica. “Eu não posso deixar essa história”, disse ela.

As fotos abaixo mostram situações precárias de pessoas que sofrem de distúrbios mentais. Elas ficam acorrentadas e por vezes confinadas em celas, tomam banho e se alimentam nos mesmos locais.

 

 

 

Veja todas as fotos e a publicação orginal:
https://catracalivre.com.br/geral/fotografia/indicacao/fotografa-faz-registro-chocante-de-doentes-mentais-em-hospitais-da-indonesia/?utm_source=soclminer&utm_medium=soclshare&utm_campaign=soclshare_facebook

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: