Você Está Acordado?

Hoje estou aqui para dizer: Esteja acordado para a vida! Escolha VOCÊ aquilo que te faz bem. Não deixa a vida escolher os seus caminhos por você. Coisas, pessoas, momentos e hábitos são escolhas que devem ser suas.  

Isso significa aceitar os desafios que a vida te proporciona com a cabeça erguida e sempre com a consciência do que se passa dentro e fora de você. E para isso, você vai precisar do olhar, do compreender além de qualquer coisa e do silêncio.

Mas, como saber o que faz bem e o que faz mal?

Durante muitos anos eu vivi no piloto automático, sem saber que o que achava me fazer bem era o que me destruía aos poucos. Vivia o movimento para todo lado pois não aguentava o silêncio e isso acabou fazendo com que eu parasse de sentir por completo. Estava tão anestesiada que nem conseguia me lembrar das últimas coisas que tinha feito, dos meus últimos relacionamentos, conquistas e sentimentos. Parecia um buraco negro, um espaço onde só existia o nada.

Não havia dor, nem sofrimento. Tudo estava aparentemente bem. Mas nessa ausência, também não existia a alegria ou felicidade. Parecia que eu não estava ali. Não sei se você já se sentiu assim alguma vez…

Mas perceber que não estava tudo bem doeu! Pois eu não queria olhar para isso, tinha meus medos e não sabia o que poderia encontrar. Esse foi o meu estilo de vida por muito tempo. Foram anos na ausência, sem me responsabilizar pelas escolhas que deveria fazer todos os dias.

E foi em 2012 que um turbilhão me acertou em cheio. Nem percebi o que me atingiu direito, mas minha vida virou de cabeça para baixo de repente. O mundo que conhecia, meu porto seguro começou a desabar sem que eu me preparasse para tudo isso. Meu pai estava internado, em coma com o risco de não acordar mais, havia afastado pessoas importantes com minha atitude, inclusive um grande amor e me percebi em um trabalho que me fazia mais mal do que bem. A vida me exigia uma mudança, a mesma vida que empurrei com a barriga e que estava me levando para o abismo.

E foi através daquele silêncio, evitado durante tantos anos, que enxerguei a vida de outra forma. Minhas responsabilidades eram minhas e as escolhas me fizeram sentir novamente.

Tudo melhorou. Tive forças para aguentar a recuperação do meu pai, que não foi fácil. Amor e compaixão para olhar meus sentimentos e para as pessoas que não mais só passavam por mim. E coragem para assumir sonhos que pareciam impossíveis e mudar toda uma carreira.

Com o tempo, percebi que quando reconhecemos nossos sentimentos e emoções, compreendemos o que nos faz bem e o que nos faz mal. Os sentimentos que evitamos, que afastamos por medo.

Se você se sente anestesiado, em uma vida de ausência, comece a viver o silêncio, reconheça seus sentimentos e perceba o que existe dentro de você. Pois somente através deste caminho que você será capaz de assumir suas próprias escolhas e acordar para a vida!

Um super beijo,
Vanessa


Se você  quiser fazer parte de nossa lista e receber conteúdos como este toda semana, acesse aqui e fique de olho em sua caixa de entrada. Os e-mails são enviados toda terça-feira, faça chuva ou faça sol.

2 comentários Adicione o seu

    1. Que bom que gostou!!! 🙂

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s