Você já parou para ver os pássaros voarem?

Quando criança, em frente a minha casa havia uma árvore gigante e cheia de vida. Minha maior diversão era chegar da escola e, pela janela do quarto dos meus pais, olhar os pássaros que brincavam e viviam ali, através de um binóculo azul de plástico que tinha.

Quase me tornei bióloga por conta desse hobbie de infância… Passava horas ali, percebendo aquele movimento capaz de demonstrar força e leveza ao mesmo tempo. A liberdade e a graça que acalmam a alma… É lindo, sem dúvida.

Sem perceber, já estava me preparando para o que estava por vir.

Algumas vezes, precisamos ver os grandes pássaros que vivem ao nosso redor voarem também… Aves fantasiadas de gente, que ficam anos se preparando para o grande voo, e, de repente em um salto se vão sem olhar para trás.

Trabalho com muitos desses pássaros. Todos os dias eles chegam, alguns com a asa machucada, outros não se lembram como voar e alguns nunca chegaram a aprender. Independente do motivo, essas aves estão ali, presas.

Cada uma delas precisa de um tempo para se refazer, se reencontrar e acreditar…

E esse tempo varia muito, de pássaro para pássaro. Já vi alguns se curarem em meses, outros em anos. Quando a ferida é profunda, a força pode demorar um pouco para surgir, mas uma hora ou outra, ela chega acompanhada da esperança.

E então, percebo esses pássaros olhando para o horizonte, prontos para enfrentarem seus medos, traumas e inseguranças. E é também nesse momento que começo a experimentar uma das melhores sensações… Estou pronta para vê-los voarem! Me preparei a vida toda para esse momento…

E por mais que, todas as vezes, eu pense que a saudade e a perda irão me consumir, eu percebo o quão errada eu posso estar (apenas algumas vezes, rsrs). Pois os únicos sentimentos que surgem são os de felicidade e gratidão… por todos os pássaros que passam por mim, pelos vôos que já presenciei e que me inspiram a fazer o que nasci para fazer!

E assim, com toda essa força que sinto, também voo para lugares diferentes todos os dias… até o dia em que voarei o mais alto que poderei para me encontrar com todos os pássaros que um dia fizeram parte de minha vida!

Agradeço a todas as pessoas que sempre depositaram a confiança em meu trabalho. Ir embora faz parte, assim como levar tudo o que foi aprendido.

Que cada movimento traga força e consolo. Que cada pedra seja minúscula quando vista do alto. E que tudo depois que aprendido, nunca seja esquecido, pois eu nunca me esquecerei de vocês!

Gratidão eterna por todos os pássaros que entram e saem de minha vida todos os dias. 🙂

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s